Propagandas

Pesquisar no BLOG

quinta-feira, 3 de julho de 2014

Preso é flagrado ao tentar fugir pela porta da frente de penitenciária

Um preso da Penitenciária Central do Estado (PCE) foi flagrado no momento em que tentava fugir pela porta da frente. Ele, que é acusado por e tráfico de drogas, pegou o alvará de soltura de outro reeducando, ontem, mas foi descoberto durante uma checagem.

Na sala de entrevistas, local onde a direção da unidade faz uma série de checagens para comprovar a identidade do reeducando, foi constatado que as características físicas, cujas informações são colhidas na entrada da cadeia, não conferiam. Após uma série de perguntas, ele acabou confessando.

Uma investigação será aberta para saber se negociou o alvará com o preso ou se teve o documento tomado.
Só Notícias/Gazeta Digital

Mulher é presa ao tentar entrar em presídio de RO com droga escondida.

Celulares e fones de ouvido também estavam escondidos em ventilador.
Caso aconteceu nesta quinta-feira, 3, em Ji-Paraná.

Uma mulher de 37 anos, esposa de um apenado da Penitenciária Doutor Agenor Martins de Carvalho, em Ji-Paraná (RO), foi flagrada tentando entrar na unidade prisional com maconha e crack, celulares e fones de ouvido escondidos em um fundo falso de ventilador, nesta quinta-feira (3). O flagrante aconteceu durante a revista de rotina a visitas.

De acordo com os agentes, a suspeita deverá ser enquadrada no Artigo 33 do Código Penal, que caracteriza o crime de tráfico de entorpecente. Segundo os servidores do presídio, a mulher parecia muito nervosa na hora da revista, o que deixou os agentes desconfiados.

A mulher ficará à disposição da Justiça no Presídio Feminino de Ji-Paraná, que fica anexo a Penitenciária Doutor Agenor Martins de Carvalho. O G1 tentou contato com a Secretaria Estadual de Justiça (Sejus) não foi atendido.
G1

Agente penitenciário encontrado morto com um tiro no ouvido

O agente penitenciário Alex Martinelli, de 27 anos, foi encontrado morto dentro de seu apartamento, localizado na Rua Santos Dumont, em Cacoal, com um tiro no ouvido. Ele estava desaparecido desde a noite desta segunda-feira.

De acordo com a Polícia, por volta das 18 horas, de terça-feira, o irmão de Alex, que é Policial Civil, foi até o apartamento e notou que a porta estava fechada pelo lado de dentro. Preocupado, ele arrombou a porta e encontrou o irmão caído na cama. Ao lado do corpo foi encontrada uma pistola Taurus, modelo PT 58, com o carregador contendo 14 munições intactas, que pertencia ao agente.

Em cima de uma mesa, os policiais encontraram o notebook pessoal da vítima. Nele, havia uma carta digitada no Word, direcionada à família. Alex Martinelli morou muito tempo na cidade de Ji-Paraná e atualmente estava trabalhando na Casa de Detenção de Cacoal. Ele cursava o primeiro ano de Direito na UNIR.
Comando 190

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Sobram vagas no Regime Disciplinar Diferenciado.

O secretário de Administração Penitenciária de São Paulo, Lourival Gomes, diz que nunca o Estado teve um número tão pequeno de presos no chamado Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), em que o preso fica isolado 23 horas por dia. Das 160 vagas, só 20 estão ocupadas atualmente.

"E tem um outro RDD que nós nem inauguramos, na Penitenciária I de Avaré", afirma. Questionado sobre o motivo de o Estado ter um número tão baixo de presos nesse regime, o secretário afirmou que sua função é juntar as informações que vêm das prisões, fazer um expediente e encaminhar para o juiz. "O juiz interna quando acha que tem de internar e não permite quando não vê necessidade."
Bruno Paes Manso
O Estado de S.Paulo

Grávida é presa ao entrar em presídio de Natal com droga no cabelo da filha.

Flagrante aconteceu na manhã deste sábado (14), no CDP de Candelária.
Maconha estava no prendedor de cabelos da menina, que tem 3 anos.

Uma jovem de 23 anos, grávida de seis meses, foi presa na manhã deste sábado (14) ao tentar entrar no Centro de Detenção Provisória de Candelária, na zona Sul de Natal, com maconha escondida em um prendedor de cabelos. A droga, no entanto, não estava com a mulher. O entorpecente, segundo os agente penitenciários que fizeram a revista, estava nos cabelos da filha dela, uma criança de três anos...>

TWITTER

Siga o BLOG pelo Google+

Google+ Seguidores

Interessados